DOUTOR CALAZANS

"Para se doutorar, é preciso defender uma tese diante de uma banca. Neste caso, o título é resultado de muito estudo e da produção de conhecimento.
Por outro lado, há 900 anos se usa o termo Doutor em Medicina para o graduado em medicina. A história é a seguinte: Era então o ano de 1221 do nosso Senhor, quando o imperador Frederico II, da Itália declarou que ninguém poderia se tornar médico sem ser examinado publicamente pelos mestres de Salerno (cidade costeira e cosmopolita situada no Mezzogiorno italiano) da primeira escola de medicina medieval na Itália. A Escola foi a mais importante fonte de conhecimento medicinal na Europa em seu tempo. Tratados medicinais árabes, além de traduções dos antigos gregos haviam se acumulado na biblioteca de Montecassino, onde foram traduzidas para o latim; a obra de autor. Pelo curso de 5 anos, os laureados recebiam o título de Doutor Medicinae. A partir daí o termo de doutor começou a ser usado para designar médicos. É uma relação histórica que data da incorporação da medicina à universidade. Particularmente, concebo que o médico detenha o título, afinal, é ele que detêm algum controle sobre a vida e a morte (não todo, que fique claro). Fora eles, só quem defende uma tese mesmo." by Aneia Theofilo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DOUTOR ESTRANHO na coleção de historias em quadrinhos de Flávio Calazans