Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2009

Frase de hoje

"Tenho duas satisfações na vida: uma, agradar aos que gostam de mim. Outra, talvez a mais importante, é contrariar os que estão contra mim. Ou seja, torcida contra me dá mais prazer que a favor."(Ryan Gracie)

Frase de hoje

"Tenho duas satisfações na vida: uma, agradar aos que gostam de mim. Outra, talvez a mais importante, é contrariar os que estão contra mim. Ou seja, torcida contra me dá mais prazer que a favor." (Ryan Gracie).

Frase de hoje

Jorge Luiz Borges:

- “O paraíso deve ser passar a eternidade de frente olhando para uma face que você ama; já o Inferno deve ser passar a eternidade de frente , encarando e olhando sem poder desviar o olhar, para uma face de alguém a quem você fez mal”.

Videos Calazanistas

ÁGORA, filme de Alejandro Amenábar sobre HIPATIA

Imagem
Alejandro Amenábar está filmando ÀGORA (Praça grega) , primeiro filme sobre a Filosofa-Cientista-professora da Biblioteca de Alaxandria -Egito, HIPATIA ou HIPACIA.

No Vaticano há um afresco, "ESCOLA DE ATENAS", onde Hipatia é a ÚNICA mulher, toda de branco (morreu virgem) em cima de Pitágoras a esquerda.



Hipátia era filha de Theon, um renomado filósofo, astrônomo, matemático, autor de diversas obras e professor em Alexandria.Criada em um ambiente de idéias e filosofia, tinha uma forte ligação com o pai, que lhe transmitiu, além de conhecimentos, a forte paixão pela busca de respostas para o desconhecido.

Diz-se que ela, sob tutela e orientação paternas, submetia-se a uma rigorosa disciplina física, para atingir o ideal helênico de ter a mente sã em um corpo são.
Ficou famosa por ser uma grande solucionadora de problemas. Matemáticos confusos, com algum problema em especial, escreviam-lhe pedindo uma solução. E ela raramente os desapontava. Obcecada pelo processo de demonstração …

Dolce Far Niente

Hoje faz sol mas o vento está frio.

Estou de moletom e poncho.

Vou assistir um DVD.

Saiu "GUERRA DO FOGO" de Jean Jacques Annaud cheio de extras !

É bom ter duas locadoras a uma quarteirão de casa!

Austin Spare, o artista Ocultista

Austin Osman Spare, o artista Ocultista.

Quando começamos a estudar a vida dos artistas plásticos que pintam as obras cuja beleza nos seduz, percebemos que muitos deles eram ligados ao misticismo.

Talvez isto tenha a ver com a História da Arte, pois desde a Pré-História que os artistas fazem pinturas nas cavernas para se representar deuses da natureza, como a arte sacra que nos ajudou a visualizar a Via Sacra, os vitrais e santos das catedrais Góticas e o rosto dos santos católicos preferidos dos devotos (São Cristóvão dos motoristas, Santo Antônio casamenteiro, etc).
As emoções estéticas devem mesmo ser algo próximo do prazer de um êxtase místico ou religioso.

No Brasil, Gasparetto pintando nos estilos de diversos artistas antigos falecidos, na Inglaterra do século XIX, William Blake, poeta e pintor, usa a arte para expandir sua percepção e consciência.
No transe místico perde-se a noção de tempo e muda a percepção da realidade.Ora, ao exercitar o desenho com o lado direito do cérebro, ac…

HERMENÊUTICA CALAZANISTA

HERMENÊUTICA

Hans George Gadamer e seus discípulos reformularam a Hermenêutica nos anos 80, chegando a empregá-la para a leitura interpretativa das obras de arte.

O conceito hermenêutico de interpretação tem duas conotações:

1) inter-pres = desentranhar, tirar o sentido oculto dentro, como os augures adivinhavam o futuro através das tripas de animais e projeções do texto inconsciente (Rorschach);

2) inter-pretare = traduzir, intermediar, mover de um código para outro.


Toda comunicação emprega sinais e regras de combinação, o que compõe o código, e cada código tem níveis de complexidade (veja a norma culta erudita de um latim clássico e o latim vulgar, que gera as gírias e dialetos que depois darão origem aos idiomas neo-latinos como o Português).

Para a Hermenêutica, todo ato de leitura (comunicação no nível do receptor) é um ato interpretativo, no qual o receptor traduz a mensagem para seu nível de compreensão, sua capacidade interpretativa, coerente com os valores ideológicos do seu ciber…

"Era uma casa muito engraçada.."

Fui ao Urugay a convite apresentar minhas pesquisas de tecnologia de ponta (Semiótica Subliminar e Midiologia subliminar) aplicadas ao Marketing Internacional no “Laboratório de Alta Tecnologia Uruguayo” (LATU), sendo recepcionado no aeroporto de Carrasco-Montevideo pelo senhor P., que trabalha em consultoria de Relações Públicas Internacional, com escritório em New York, um senhor volumoso ítalo-uruguayo que falava um português impecável e com sotaque brasileiro, que diz ter aprendido nas canções de Roberto Carlos, e que conhecia bem “as curvas da estrada de Santos”, onde veraneava quando morou no Brasil.

Aproveitei e passei uns dias em Punta del Este ; uma península, um balneário de altíssimo luxo, com mansões de veraneio de esportistas, artistas, políticos, pecuaristas e latifundiários, hotéis de cinco estrelas com heliporto no teto e cassinos no térreo. Punta está na provincia de Maldonato e tem cerca de 6 mil habitantes, na baixa temporada as lojas estão fechadas , venta muito e…

Rodin e Camille Claudel

Imagem
“Se a religiosidade não existisse, eu teria a necessidade de inventá-la. Os artistas verdadeiros são, em suma, os mais religiosos dos mortais”
Rodin, em O misticismo na Arte, capítulo de A Arte.

Em uma caminhada sem destino pelas ruas da Cidade-Luz, bebericando nos cafés, visitando as livrarias, cheguei até o Centro Georges Pompidou com sua armação de canos de metal e ao “Quartier de l’Horloge” com a livraria mais “Cult”, a “Fantasmagories”(13, rue Brantome) com vasto acervo sobre artes visuais, Cinema de Autor, TV e Histórias em Quadrinhos de Arte, além de fanzines de vanguarda bem experimentais.

Depois, passeio pelo Metrô, visito a estação Saint Michel, toda verde em estilo Art Noveau, e depois chego a uma enorme mansão com jardins atráz, quase um pequeno bosque, o Museu Rodin (77 Rue de Varenne, Metrô estação Varenne) no Hôtel Biron.

O movimento e as expressões, toda a emotividade registrada nas estátuas é profundamente comovente, é impossível não rep…

Entrevista de Calazans a Ademir

Ademir: Quando e porque você se interessou em pesquisar as mensagens subliminares?

Calazans: fazendo faculdade de direito, pesquisando hipnose química e livre arbítrio , descobri com uma professorinha muito carinhosa os subliminares e daí fiz mestrado e doutorado na USP sobre subliminares, depois teve o sucesso do livro Propaganda Subliminar Multimídia, hoje um best seller entre os livros técnicos em SEXTA edição pela editora Summus., o Brasil só produz pesquisa aplicada, nada de teoria, de pesquisa de base, só estando em uma Universidade Pública pude ser pago para pesquisar e receber apoio financeiro para levarv "papers" em congressos científicos internacionais como Intertech, ICECE, Lusocom, Alaic, e nacionais como Intercom, Congresso de Semiótica, Compós, etc..

Tenho esta curiosidade desde que me recorde de mim mesmo...o reconheciomento internacional começou com "paper" apresentado no IAMCR em 1992 e com o livro hoje em SÉTIMA edição pela Summus (Propaganda Subli…

Fernando Pessoa e seus heteronimos

Imagem
"Quanto em mim haja de humano, eu o dividi entre os autores vários de cuja obra tenho sido o executor. Sou hoje o ponto de reunião de uma pequena humanidade só minha." Fernando Pessoa

Fernando Antonio Nogueira Pessoa foi um poeta português nascido em 1888, em Lisboa. Aos cinco anos adoeceu de tuberculose, doença pulmonar que aguça os sentidos (ouvidos de tuberculoso - diz o ditado popular).

Desde os sete anos escrevia poesias; menino solitário, lia muito e criava "amigos imaginários", aos quais chegava a escrever cartas e até mesmo as respostas deles, em estilos diferentes.


Seus mais famosos "duplos" são conhecidos como os heterônimos: Alberto Caeiro da Silva (poeta pagão do campo), Ricardo Reis (culto e helenista) e Álvaro de Campos (o engenheiro revoltado).

Cada um deles tinha biografia, horóscopo, peculiaridades e estilo próprio. Já o autodidata Pessoa era um intelectual eclético, que lia de tudo, escrevia artigos, contos filosóficos, poemas, críticas de a…

A "Catedral" de Pernambuco

UMA POÉTICA TRIDIMENSIONAL DE FOGO, AR, TERRA E ÁGUA.

“Eu não me envergonho de ter fabricado meus próprios brinquedos.” Brennand apud Jacob Kintowitz, página 34.

Em Pernambuco, minha namorada insistiu em levar-me para conhecer uma fazenda na periferia de Recife, a “Propriedade São Cosme e Damião”, cerca de uns 20 quilômetros do centro da cidade; Lá fica o atelier do ceramista internacionalmente reconhecido Francisco Brennand. Na verdade, eu já tinha vislumbrado a obra do artista contemporâneo Brennand, como todos os que desembarcam pelo aeroporto de Guararapes, pois lá é impossível não ver o enorme mural de Brennand; vi outro mural dele na Rua Nova, centro de Recife, um exemplo de muralismo, retratando as duas batalhas de Guararapes, quando expulsamos meus loiros ancestrais holandeses; de quem herdei a memória genética dos olhos claros, misturados aos loiros italianos de Turim no porto de Santos, em São Paulo.

Porém, estes murais não podem ser comparados à experiência estética e espiritu…

Futuroscope em Poitiers

Em Paris, França, é bem cedinho pela manhã e fui até a estação de trem e, em uma daquelas máquinas automáticas, comprei um bilhete de TGV (Train de Grand Vitesse-trem de grande velocidade) que tive de furar em outra máquina alí na plataforma.
O trem é tão rápido que os vilarejos pitorescos do interior passam como manchas pela janela, e em poucas horas cruzei todo o país e estava descendo em Poitiers, velha cidade medival que abriga uma biblioteca de fanzines-imprensa alternativa, a “Fanzinothèque de Poitiers” e, como toda vila francesa, uma Catedral medieval de estilo Gótico; Poitiers é famosa por ser o lar de Giles de Rais, cavaleiro e marechal que lutou junto com Joanna D’Arc e que depois dela ser queimada como bruxa pela Igreja Católica (mesma Igreja que depois a canonizou Santa) tornou-se feiticeiro e bruxo, e a cidade também deteve o avanço dos mouros vindos da Espanha, esta e a História antiga, hoje ela abriga o Futuroscope.
Na estação de trem peguei um tax…

Calazans na Catedral

Europa, o velho continente, a terra de onde meus ancestrais vieram, em caravelas, construíram o Brasil. Voltando após várias gerações, piso esta terra antiga, respiro seu ar, bebo suas águas, comungo inteiro com todos os sentidos com este continente que é passado e memória, arquétipos do inconsciente coletivo esperam-me incrustrados em cada pedra, cada parede, cada rua dessas cidades mais velhas do que a memória… Cidades cobertas por séculos e séculos de poeira acumulada com sangue, música e artes… Cidades fundadas por celtas, cujos dólmens telúricos foram enterrados pelos templos edificados pelos romanos, e sobre as ruínas destes os cristãos erigiram suas catedrais.
Templos sobre templos sobre templos… Camadas de deuses empilhados, sobrepostos, enterrados, esquecidos… ruínas carcomidas, orgulhosas de seu passado.
A catedral é uma igreja, um templo cristão, entretanto, mais do que isso, a catedral é uma obra de arte, uma peça gigantesca que toca-me por todos os s…